15 janeiro 2014

Resenha-Trilogia 50 Tons de Cinza

resenhas
Cinquenta tons de cinza um dos livros mais lidos de todos os tempos, atraindo mais o público feminino na qual se veem envolvidas pelo misterioso  jovem empresário Christian Grey, um homem bem sucedido, atraente, brilhante e profundamente dominador que depois de ser entrevistado por Anastasia Steele uma jovem Ingênua e inocente decide dominá-la e por outro lado Steele está desesperadamente atraída por ele.
No meu ponto de vista este livro é uma leitura mais “adulta” do livro Crepúsculo, um exemplo:Christian Grey (que é tipo o “Edward” de ’50 Tons’) diz para Anastásia Steele  que ele não serve pra ela, que os dois não devem ficar juntos… Tal como Edward Cullen diz para Bella Swan. Isso poderia não ter nada de mais, se não fosse pelo fato de que o Christian é quem fica atrás da Ana, e não o contrário, de forma que faria muito mais sentido se ele dissesse isso para si mesmo!
O livro se resume a sexo. Mas acima do erotismo, ’50 Tons’ não é um romance explora o amor. É um livro sem conteúdo, passamos o livro todo lendo sobre sexo e sadomasoquismo, a história não evolui e não há elementos que deem vida.
E. L. James deixou o livro “obeso” com tanto sexo, como se o leitor não fosse enjoar de ler a mesma coisa quando chegasse à metade da obra. ( li em algum lugar e concordo plenamente).
Li a trilogia esperando mais…nada aconteceu, só momentos desconexos e relações doentias e situações irreais, passei uma semana para ler a trilogia, tentando entender a cada página o por que do sucesso destes livros e até agora ainda não entendi ou pelo menos faço de conta que não entendi…kkkkkkkkk…
Tatiana Sampaio

Fonte: Blog RESENHAS da Taty
Postar um comentário

Blogger templates