06 abril 2013

Mulheres especiais


A menor mulher do mundo está fazendo um barulhão em Bombaim, na Índia. Jyoti Amge está fazendo campanha para o partido Maharashtra Navnirman Sena (MNS) e tentando angariar votos para as próximas eleições.

Apesar de medir apenas 62,8 centímetros, a indiana de 18 anos tem se destacado nas multidões. Com a ajudinha dos companheiros de partido, é claro, que pegam a jovem e jogam para o alto.

Jyoti teve o título de menor mulher do mundo reconhecido pelo Guinness World Records no dia em que completou 18 anos, em 2011.





A mulher mais gorda do mundo a dar a luz decidiu iniciar uma dieta radical após médicos lhe darem o alerta de “emagreça ou você vai morrer”. Donna Simpson, uma americana de 42 anos de Nova Jersey, pretendia quase dobrar de peso para entrar para o Guinness, o livro dos recordes, como a mulher mais gorda do mundo.



Simpson, que mora na cidade de Old Bridge, já tem seu registro no livro dos recordes como a mulher mais gorda a dar à luz, depois que teve sua filha Jacqueline, há três anos, quando pesava mais de 235 quilos.
Na época, foi necessária uma equipe de 30 pessoas para realizar a cesariana de alto risco.
A mãe de dois filhos culpa o ex Fianchillipe Gouamba, 49, por seu ganho de peso fora do controle.
Segundo ela, o ex-marido é um “feeder” - um fetiche onde os homens dão comida às mulheres para torná-las tão grandes quanto possível.
Ao tabloide inglês “The Sun”, Simpson disse que a separação após um casamento de 5 anos a fez repensar os planos.
“Esta mudança de vida me fez perceber algo importante: a saúde e o bem estar da minha família sempre foram uma prioridade para mim. Agora que eu sou a única responsável por meus filhos, preciso mudar drasticamente meu estilo de vida.

Sul-africana é a mulher mais flexível do mundo
Desde o berço, ‘menina-cobra’ dormia com as pernas atrás da cabeça.
‘Minha mãe achava que tinha algo errado comigo’, diz Nokulunga Buthelezi.
Para aqueles que duvidam que as mulheres são mais flexíveis que os homens –pelo menos, no sentido literal– a jovem sul-africana Nokulunga Buthelezi, ou simplesmente Lunga, apresenta uma performance impressionante.
Lunga tem 19 anos e diz que desde o berço, em Johannesburgo, já se enrolava sobre si mesma. “Eu dormia com as pernas atrás da cabeça e as mãos atrás das costas”, conta a garota. “Minha mãe achava que tinha algo errado comigo”
No entanto radiografias feitas há três anos em Frankfurt revelaram que ela não tem nenhuma anomalia óssea. Quando Lunga tinha 10 meses, sua avó presenciou um “split” (abertura completa das pernas) e lembrou que sua mãe (bisavó de Lunga) também tinha “flexibilidade de cobra”.
Na escola, a menina fazia demonstrações para os colegas –e cobrava por isso. O irmão Bheki era o encarregado de arrecadar o dinheiro, que eles gastavam em doces.
Aos 7 anos, sua mãe conheceu um ginasta que se apresentava no shopping local e contou a ele que tinha uma filha “dobrável” em casa. Sylvester (o ginasta) ficou impressionado com o que viu e levou a menina ao UniverSoul Circus, que estava recrutando novos talentos na África do Sul.
Ela foi aceita imediatamente. Precisou apenas de um curso na Cidade do Cabo para montar uma coreografia juntando todos os seus truques. E foi embora para os Estados Unidos, de onde passou a sustentar a família, que só via de três em três meses.
Com o tempo, Lunga ficou sádica: “Eu gosto de torturar as pessoas com isso. Tem gente que grita, tem gente que chora quando faço meu número. Muitos acham repugnante”, conta.
Hoje ela ganha o equivalente a R$ 160 mil por ano, mas reclama que, como sua rotina não é nada flexível, nunca teve tempo para arrumar um namorado.


A mulher mais velha do mundo é Antisa Khvichava tem 130 anos. Ela mora perto de Tbilisi, na Gaórgia. é difícil de acreditar que ela nasceu em 1880, mas ela tem documentos que provam isso e adora beber vodka.




Fonte: G1









Postar um comentário

Blogger templates