08 outubro 2013

Coletor Menstrual-AMEI!!!

Meninas confesso! ODEIO absorvente, há anos uso paninhos quando estou em casa, são mais confortáveis e mais higiênicos, mas ainda não confio para sair de casa usando os meus paninhos íntimos, por isso ainda uso os absorventes convencionais, mas em minhas pesquisas encontrei o coletor menstrual e achei a ideia bem interessante.
Algumas mulheres vão achar loucura e nojento. Mas tente ver com mente aberta e livre de preconceito. Depois de ver como realmente funciona tome sua decisão. Afinal todo mundo é livre para fazer o que quiser, mas é legal está aberto para novas ideias.
Quem me conhece bem sabe que sou adepta dos 3 Rs (Reduzir, reutilizar e reciclar). E esse produto nos permite a reduzir o nosso lixo. E ainda traz praticidade, segurança e conforto.

É um copo fabricado em 100% silicone 
macio e hipoarlergênico que pode ser 
reutilizado em cada menstruação. Usado internamente, em posição mais baixa do que o absorvente interno, Ele funciona como recipiente do fluxo menstrual em vez de absorvê-lo.
Adequa-se perfeitamente ao corpo e oferece até 12 horas de proteção e conforto. Não contém látex, corantes e nem agentes branqueadores.
Pelo que pesquisei e os depoimentos que li, foi muito bem aceito pelas mulheres e profissionais da saúde.


Como colocar

Lave bem as mãos e seu MissCup. Procure uma posição confortável, na qual você se sinta relaxada. Pode ser em pé, agachada, sentada no vaso sanitário, etc. Dobre o MissCup no formato de “U” (fig. 1), ou dobre para dentro (fig. 2) e segure firmemente.
Com os músculos da vagina relaxados, separe os grandes lábios com a outra mão e insira o coletor, começando pela parte arredondada. Coloque-o na direção horizontal (na direção do ânus).
Continue, mesmo que o coletor desdobre-se antes de ser colocado totalmente. Insira-o até que ele fique completamente dentro da vagina (aproximadamente 1 cm da entrada da vagina). Não se deve colocar muito alto como os absorventes internos que ficam atrás do colo do útero, diferentemente do coletor menstrual que deve ficar em volta.
Isso pode causar vazamento e dificultar a retirada. Lembre-se de que a direção é para trás e não para cima. O 
MissCup, depois de inserido, fica em posição mais baixa que um absorvente interno, o que facilita a remoção sem sujeira.


Para verificar se o coletor abriu completamente, segure-o pela base perto da haste e gire o coletor dando uma volta completa. Se isso acontecer facilmente, é porque está correto, caso contrário, retire-o e coloque-o novamente. Uma outra maneira de verificar é tentar alcançar, com o dedo indicador, perto da borda do coletor para verificar se não tem nenhuma parte amassada por toda a volta.

Algumas mulheres preferem colocar o MissCup quase aberto, ao invés de dobrá-lo.
O coletor não deve vazar nem durante a noite, nem praticando esportes. Se ele está aberto e no lugar correto, estará vedando toda a passagem do fluxo.
Nestes primeiros dias de uso, use um absorvente externo por precaução até você se sentir mais segura.
  
Como retirar
Para retirar, lave as mãos e puxe o coletor pela haste até alcançar a base. Aperte levemente a base e vire-a um pouco de lado para facilitar a entrada de ar e evitar a formação de vácuo. O líquido não deve sair do coletor durante a remoção. Esvazie no vazo sanitário, lave com água e sabão neutro e insira novamente. Esse processo deve ser feito de 2 a 3 vezes ao dia.
Você pode usá-lo durante toda a noite, mas deve respeitar o intervalo máximo de 12 horas. Com o tempo você vai perceber a frequência ideal que deve removê-lo. Não é necessário tirar o coletor para ir ao banheiro. Se você tiver que esvaziá-lo em banheiros públicos, 
basta tirar e limpar o coletor com papel higiênico, lenços umedecidos, ou leve consigo 
uma garrafinha com água. Na próxima troca, faça uma higiene com água e sabão. Se ocorrer de você colocar mais perto do colo do útero e ficar difícil de removê-lo, faça um pouco de força com os músculos vaginais e puxe o coletor pela haste.
Retire-o devagar, vire-o um pouco de lado para facilitar a entrada de ar e aperte um pouquinho para evitar a formação de vácuo. Agachada é uma posição que ajuda bastante, já que, assim, a vagina fica mais “curta”.
Tente relaxar, se você estiver nervosa, os músculos ficam tensos e a remoção pode ficar mais difícil. Procure esperar alguns minutos até estar tranquila para retirá-lo.
Após alguns dias de uso você fará esse processo em poucos segundos.

Como higienizar

Limpe com água e sabão neutro de 2 a 3 vezes ao dia. Ao final de cada ciclo, recomendamos ferver por 5 minutos. Use somente água e sabão neutro. Outros produtos podem danificar o silicone. Para armazená-lo, seque bem e coloque no saquinho que vem na embalagem do MissCup.
Não guarde em embalagens plásticas.
Doutora em antropologia social pela Unicamp, Daniela Tonelli Manica explica que o coletor tem relação com o movimento ecofeminista, que traduz a preocupação com o meio ambiente e com o resgate da natureza feminina. "É uma resposta de como o corpo feminino é visto, mas ainda não tem força no Brasil", analisa.
Segundo Daniela, embora o sangue da primeira menstruação (menarca) tenha um simbolismo de passagem para o estágio de fertilidade, os outros ciclos estão associados a conceitos negativos. "Quando nos cortamos as pessoas não sentem nojo, mas o sangue da menstruação causa constrangimento ao ser visto", diz.
Saúde
Sob o ponto de vista médico, o coletor não tem contraindicações conhecidas. O ginecologista José Carlos Sadalla, do Hospital Sírio-Libanês, explica que os poucos estudos relacionados ao produto mostram que ele pode ser mais seguro que o absorvente descartável em relação a vazamentos. "Tudo depende da forma de uso. É uma questão de adaptação em relação ao conforto", diz ele, que acredita que o risco de alergias também é menor. "Sobretudo se comparado a produtos com aromas, que têm mais substâncias químicas".
Sadalla acredita que o coletor menstrual pode não fazer sucesso entre as brasileiras, assim como o diafragma não fez como contraceptivo. "As mulheres aqui ainda têm pudor em tocar a própria região genial, mesmo que seja para aplicar um produto como este", detalha.
Para o ginecologista Claudio Emílio Bonduki, professor do Hospital Universitário da Unifesp, o coletor menstrual é uma ótima alternativa para mulheres alérgicas. "Também é de fácil higiene. Mas, na dúvida de como colocar, por exemplo, é melhor levar ao médico", indica.
Intimidade Ecológica
Um absorvente, que contém plástico em sua composição, um dos piores inimigos do meio ambiente, leva pelo menos 100 anos para se decompor - isso sem contar a embalagem do pacote. E o perigo não para por aí, garante o consultor ambiental Maurício Waldman. "Degradando-se, o material fica invisível, mas não desaparece", afirma.
De acordo com o consultor, a iniciativa das adeptas do coletor e a adoção dos absorventes de pano são atitudes que fariam diferença para o meio ambiente. "As pessoas associam muito o problema ecológico ao lixo doméstico que, na verdade, só corresponde a 2,3% do total produzido no mundo. Os resíduos da fabricação e descarte das embalagens de plástico são muito piores", diz.
Não basta, porém, ser ecológica sete dias por mês e esquecer de outras atitudes importantes. "O mundo está mudando de maneira impactante", analisa.
Aprenda:
- O absorvente ecológico é um copo de silicone usado internamente, como um absorvente, mas que coleta o fluxo em vez de absorvê-lo
- Pode ser usado durante 10 anos
- O material veda a parede vaginal impedindo vazamentos
- O fluxo passa direto para o coletor e não deve provocar odor
- É fabricado no exterior, a marca mais conhecida e importada por aqui é a Mooncup, do Reino Unido. O produto pode ser adquirido por R$ 75 (preço médio)
- Dependendo do fluxo é preciso retirar o coletor a cada 4 ou 8 horas. Em seguida, basta enxaguá-lo e inseri-lo outra vez 
- Após o ciclo, lave o produto como se fosse um bico de mamadeira. 
- Há dois tamanhos: A (para quem teve parto normal, cesárea ou tem mais de 30 anos) e B (para quem não engravidou e tem menos de 30 anos)
Postar um comentário

Blogger templates